:: SPORTING ATÉ À MORTE "Onde se Fala, Vive e Respira Sporting" :: Esforço, Dedicação, Devoção e Gloria, o Lema do nosso Sporting :: A Temporada 2012/2013 está a chegar!!! Juntos venceremos. Força Sporting :: O Sporting não é só futebol, Apoiar as modalidades é uma obrigação de todos os Sportinguistas :: SPORTING ATÉ À MORTE, Desde 2007 a apoiar o Sporting :: Obrigado pela tua visita, volta sempre :: WWW.SPORTINGATEAMORTE.BLOGSPOT.COM - O Teu Blog

Actualidade

Marco Fortes "obrigado" a dizer a verdade...

O Sporting, numa atitude louvável e digna da sua história..., "cedeu" a sala de imprensa do Alvalade XXI para um atleta seu, representante das cores leoninas, puder limpar a sua imagem e dissipar duvidas, mostrando a verdadeira face das coisas e como tudo aconteceu na realidade!!! Tudo começou em Pequim, quando uma comitiva cheia de esperanças e ilusões aterrou em terras do oriente e começou uma luta por medalhas como nunca antes se virá em Portugal... Os candidatos eram muitos, as esperanças mais ainda, todas as vozes seguiam num só sentido, as medalhas e só as medalhas... Os atletas foram então entrando em prova, um a um, todos entravam esperançados e todos saiam cabisbaixos, afinal, as medalhas tão ansiadas pela maioria..., acabavam por não aparecer, e a pressão sobre os restantes, mesmo os humildes que nada prometerão, apenas queriam participar e fazer o seu melhor..., começavam a ser engolidos por esta ânsia louca de vencer... Depois, e ao bom estilo português, como as medalhas não chegavam e os mais altos cargos eram questionados sobre os fracassos lusos..., decidiu-se encontrar um "culpado" para tudo, um homem que, apesar de apenas ter falhado como todos os outros..., deveria carregar o insucesso de todos ás costas, e assim desanuviar todos os outros!!! Justo, claro que não, mas claramente a melhor maneira de se sair imune de um embaraço tremendo... Marco Fortes, atleta que com muito suor conseguiu os mínimos para uma modalidade sem história em Portugal, fazendo ele a própria história do país..., foi "recambiado" para Portugal, tendo-lhe sido "roubado" o prazer legitimo, visto que também os outros o tiveram, de usufruir da festa que são os jogos Olímpicos.

No fim de tudo isto, quando nada pareceria puder piorar para este rapaz..., ainda tentaram escamotear tal facto, querendo fazer transparecer para fora que o regresso antecipado tinha acontecido por iniciativa própria... Mas Marco Fortes não se calou, apoiado pelo nosso Sporting e por Moniz Pereira, que melhor companhia podia desejar..., abriu o livro e contou toda a verdade... E frases como estas dizem tudo...:

Marco Fortes: Não tive problemas com doping, não tratei mal ninguém, não agredi ninguém e não desprestigiei o País, daí achar que foi uma grande injustiça o que se passou comigo.

Moniz Pereira: "sei que houve um atleta, que não vou dizer o nome, e que não o Marco, que devia ter sido enviada para casa. O que posso dizer sobre o Marco Fortes é que se todos os atletas do Sporting tivessem a dedicação ao Clube, ao treino e o profissionalismo do Marco, eu seria um homem muito mais feliz".

Força Marco Fortes, o Sporting e Sportinguistas estão contigo...

7 comentários:

mpre27 disse...

Muito bom, caro amigo. Belo post! Tentaram fazer deste rapaz um bode expiatório por causa de uma graçola menos feliz. E aquele/a(?) atleta, que até tinha em estima, devia ter ficado calado/a(?) pois a oratória não é definitivamente o seu forte. Acusar companheiros quando nem sequer sabe o que se passa, pois usufrui de mordomias e condições de trabalho incomparáveis é muito feio. Aquele/a(?) bruto/a(?) é que devia levar com uma rolha na boca.

Armando Silva disse...

Pois, e o nosso Moniz Pereira quando diz...: "sei que houve um atleta, que não vou dizer o nome, e que não o Marco, que devia ter sido enviada para casa."

Refere-se a alguém de certeza... E eu até sem quem é, e o amigo também...

Grande abraço

Verde CDV disse...

Concordo em absoluto com o teu post.
O Marco Fortes foi o bode expiatório de todos os falhanços e frustrações de Vicente Moura e seus pares, que não assumiram as suas responsabilidades.
Houveram duas pessoas que sairam muito mal destes jogos: Vicente Moura com as cambalhotas mostrou que está agarrado ao lugar e Vanessa Fernandes; como diz Monis Pereira, que tentou enxovalhar os colegas, quando nem foi para a Aldeia Olimpica e teve condições de excepção.
Mais, nunca em tempo algum um atleta português foi enviado para casa.
Mais, o Marco Fortes teve imenso apoio do clube, porque do Estado só recebeu uma bolsa de 500 Euros durante 6 meses.
Estas são as verdades que muitos quizeram escamotear.
Um abraço.

Tite disse...

Para mim, nesta situação, o maior responsável foi mesmo o Vicente Moura.
Que raio de responsável máximo é ele que não sabe incentivar os atletas, muito antes pelo contrário?
Espero bem que ninguém o autorize a voltar com a primeira palavra (peço a demissão) atrás.
Se não tem estrutura para aguentar desaires que dê o lugar a quem tem e pode desempenhar o cargo com a elegância que um evento daqueles necessita e merece.
Abraço amigo

Visconde disse...

Alguém tinha de ser escolhido para explicar o falhanço da suposta melhor participação de sempre de Portugal nos JO. O Marco teve uma frase menos feliz e foi ele o contemplado com o bilhete.
Que se pode exigir a um atleta que treina nas suas condições e tem o misero apoio que se sabe?
O CO pensou que o caso seria esquecido com as medalhas ganhas, enganou-se, parabéns ao Marco, ao Sporting e ao grande Moniz Pereira por reporem a verdade.

Abraço caro amigo

Virgílio Bernardino disse...

A minha opinião Sobre o Marco Fortes é seguinte:

Ele com aquela sua bonomia e ingenuidade, teve uma afirmação que tinha tudo para ser resgatada pela Comunicação Social e dar o ênfase que necessitavam para caracterizar os maus resultados que a comitiva portuguesa apresentava em Pequim... Andavam (Com. Social) tds desejosos de apanhar um dos tais famosos bodes, e calhou logo a ‘fava’ a um atleta do clube-alvo preferido dos pasquins!!!! Dois coelhos com uma só cajadada…

Mas, se formos a analisar racionalmente e sem clubismos as declarações de Fortes, percebemos que o Marco estava a denegrir o seu próprio resultado com uma expressão até bastante comum. Qts vezes eu afirmei à saída de um exame q correu mal, que “tinha ganho era se tivesse ficado em casa a dormir”... Ou qlq coisa do estilo... Não foram mts (era bom aluno, hehe... isto é só para vcs ñ pensarem q era um baldas do catano, hehe) mas foram algumas vezes... E ouvi mts outros colegas com declarações semelhantes!

Marco, fez muito bem em esclarecer a opinião pública e desmascarar dirigentes que andam ao sabor das pressões politicas e curvam-se perante os 'mandantes' cá do burgo única e exclusivamente para manter o tacho que pretendem rapar.

Neste episódio em concreto não é Vicente Moura o principal culpado. Esse merece a minha critica por ter mudado de discurso com base num resultado apenas conseguido já com o gongo a soar... No caso do Fortes, o chefe da delegação portuguesa, Manuel Boa de Jesus, é que veio tentar salvar a face com aldrabices. Lixou-se, não pq a mentira tenha perna curta, muito pelo contrário, mas pq deu com alguém com coragem e PROVAS que denunciam as falsidades!

SL!

Virgílio Bernardino disse...

Com isto td, até me esqueci de retribuir o abraço, Armando!!!

Hasta...