:: SPORTING ATÉ À MORTE "Onde se Fala, Vive e Respira Sporting" :: Esforço, Dedicação, Devoção e Gloria, o Lema do nosso Sporting :: A Temporada 2012/2013 está a chegar!!! Juntos venceremos. Força Sporting :: O Sporting não é só futebol, Apoiar as modalidades é uma obrigação de todos os Sportinguistas :: SPORTING ATÉ À MORTE, Desde 2007 a apoiar o Sporting :: Obrigado pela tua visita, volta sempre :: WWW.SPORTINGATEAMORTE.BLOGSPOT.COM - O Teu Blog

Futebol - Actualidade

Eis uma “amostra” de El Crack

Matias Fernandes chegou este verão a Alvalade com um “peso” muito grande nas costas, o de ser o grande reforço da época e o homem de quem todos esperam magia, talento e muitos momentos de alegria. Já há muito não havia entre os adeptos leoninos tanto consenso e tanta expectativa quanto a um reforço, MatiGol, como é conhecido no seu pais, chegou a Portugal quase carregado em ombros por toda a massa adepta do clube. O chileno foi, segundo o presidente leonino, um jogador muito caro para o Sporting, e portanto, também por isso, lhe é exigido muito, talvez mais do que a qualquer outro. Os primeiros jogos de MatiGol em Alvalade não deslumbraram, o chileno até se estreou a marcar, contra o atlético, mas as suas fintas, as suas habilidades e os seus momentos mágicos ainda não tinham aparecido. O Sporting fez nesta pré-época muito poucos jogos, foi a equipa portuguesa que menos jogou, e também isso o terá prejudicado num processo de adaptação. Dentro de campo, contra equipas mais fortes e fechadas, Fernandez mostrava-se muito inibido, sem confiança, sem força e sem astúcia… O talento está lá, aqui e ali reconhecia-se-lhe alguns bons pormenores, mas muito pouco para tão grande jogador. O caso não era para desespero, este tipo de atletas necessitam muitas vezes de mais tempo do que os outros, a sua posição é delicada, estão quase sempre entre o brilhante, caso tenham sucesso no lance, ou o horroroso, caso não sejam bem sucedidos… Um erro num lance individual pode trazer dissabores para o colectivo, e esse peso demora muitas vezes a ser aliviado… Mas na passada terça-feira tivemos finalmente a felicidade de ver um “pouco” do verdadeiro MatiGol, um jogador brilhante na finta, habilidoso na definição dos lances, explosivo na progressão e acima de tudo, um pouco mais solto e confiante… Desta vez, especialmente na segunda parte, “El Crack” não teve medo dos duelos individuas, por vezes chegou mesmo a atirar-se para cima dos defensores italianos e muitas outras, quando forçado a fazê-lo, fê-lo com grande êxito. Deste jovem prodígio espera-se muito mais, isto não pode passar de uma amostra, mas serviu para se ver o que pode valer este 10 e acima de tudo para descansar os adeptos, pois o trabalho está a ser feito e Mati está a crescer aos poucos…

2 comentários:

fantasma do Óculo disse...

Posso estar a ser optimista, mas acho que desde Balakov que não se via um 10 assim em Alvalade.

Abraço Leonino!

Tite disse...

Venham de lá as habilidades e as "ganas" de vencer que os adeptos dos Sporting cá estarão para o endeusar.