:: SPORTING ATÉ À MORTE "Onde se Fala, Vive e Respira Sporting" :: Esforço, Dedicação, Devoção e Gloria, o Lema do nosso Sporting :: A Temporada 2012/2013 está a chegar!!! Juntos venceremos. Força Sporting :: O Sporting não é só futebol, Apoiar as modalidades é uma obrigação de todos os Sportinguistas :: SPORTING ATÉ À MORTE, Desde 2007 a apoiar o Sporting :: Obrigado pela tua visita, volta sempre :: WWW.SPORTINGATEAMORTE.BLOGSPOT.COM - O Teu Blog

Futebol - Actualidade

Rochemback ou Veloso ou Rochemback e Voloso...

Não, este titulo não se trata de um qualquer bailado Venezuelano à moda de Hugo Chavéz e o seu famoso... "Pino e Lino... Lino e Pino...", mas antes de um caso serio, tão serio como a possível incompatibilização entre duas das maiores estrelas leoninas da actualidade. Veloso é desde cedo apontado como um trinco de eleição, e a prova-lo estão os inúmeros interessados no seu passe, e a sua continuidade era vista como sinonimo de titularidade adquirida. Quanto a Rochemback, um dos medios que mais sucesso teve em Alvalade nos últimos anos, todos os apontavam como mais um... titular imprescindível. A principio tudo parecia perfeito, afinal o que há muito andamos a apariguar é a necessidade da excelência, e sem duvida que a contratação de jogadores de qualidade aliada à manutenção de outros jogadores de qualidade era a grande "arma" que precisávamos. Contudo, e com a avançar da competição, tem-se assistido a uma incomoda e frustrante incompatibilidade entre ambos, como se alguma vez fosse crível que a qualidade se "atrapalhasse"...

Ora, mas será que essa incompatibilidade é real? Pior, será que essa incompatibilidade é inultrapassável? Ou será que tal resulta apenas do desenrolar de acontecimentos circunstanciais??? Tudo isto é muito difícil de descodificar no imediato, a competição ainda esta no inicio e os jogos em conjunto de ambos são ainda mais recentes, mas que os primeiros resultados foram desastrosos, lá isso foram... Importa assim perceber, numa analise de treinador de bancada, o porquê desta situação.

Um dos factores possíveis, talvez o mais badalado, inclusive neste blog, é o da incompatibilidade pura entre ambos, ou seja, um e outro nunca conseguirão render o máximo enquanto juntos no mesmo meio campo... Esta tese pode parecer ridícula, até porque, segundo dizem os especialistas os grandes jogadores entendem-se sempre bem. Mas será que isso é sempre verdade? Veloso e Rochemback são muito parecidos, a maior diferença entre ambos talvez seja mesmo o sotaque, são os dois muito habilidosos no passe, quer curto quer cumprido, têm sempre os olhos postos nas eventuais desmarcações dos companheiros da frente, usam o seu peso para ganhar bolas e ultrapassar adversários e são ambos muito lentos e pouco eficazes na recuperação de bola e "socorro" da defesa. Alem disso, ambos gostam e precisam de muito espaço no seu raio de acção, ficando muito enfraquecidos sempre que vêm o seu espaço diminuído. A favor desta tese, a titulo de exemplo, está a igual dificuldade de emparelhar entre Gerrard e Lampard, dois médios de topo no futebol mundial mas sem conseguiram brilhar junto na selecção inglesa...

Outro dos factores possíveis, também bastante veiculados, é a incompatibilidade entre ambos mas por culpa do sistema, ou seja, se o Sporting jogasse em 4*4*2 clássico ou em 4*3*3, estes dois jogadores poderiam brilhar ao mais alto nível. Esta é uma hipótese igualmente coerente e possível, é verdade que no losango ou Rochemback ou Veloso t~em de jogar desenquadrados, factor que pode minúciar a inoperância dos dois juntos. Mas se ambos gostam de muito espaço á sua volta, e quem vê Veloso na selecção, rodeado de jogadores no 4*3*3 típico das quinas..., vê igualmente um jogador bem mais apagado, menos propenso a rasgos e capaz de pegar e distribuir jogo com a mesma fluidez... E o mesmo problema deveria ter Rochemback...

Por fim, temos uma outra hipótese para explicar este imbróglio, talvez não despropositada de todo e com toda a certeza a que mais agradaria a todos os adeptos leoninos..., uma incompatibilidade unicamente devida ao mau momento de forma dos dois atletas. Pois é, e não será mesmo este o problema? Parece difícil que realmente o seja, até porque os problemas anteriormente anunciados manter-se-iam, mas é indesmentível que Veloso e Rochemback estão realmente longe do que valem e sabem, e quando estiverem no seu melhor, quem sabe se eles não se "encaixarão" juntos!!! Seria fantástico que neste regresso da liga, após mais duas longas semanas de descanso, Veloso e Rochemback voltassem rejuvenescidos e no seu melhor, e que depois disso mostrassem que podem jogar juntos. Esse seria claramente o melhor cenario para o Sporting, que assim não teria de se dar ao "luxo" de deixar sempre um dos dois de fora...

Como evoluirá este caso só mesmo o tempo o dirá, mas que o Sporting precisa dos melhores jogadores para triunfar isso não temos duvidas nenhumas.

10 comentários:

quick loader disse...

ok. I found an information here that i want to look for.

kubota mini excavator disse...

well its nice to know that you have great hits here.

House disse...

Antes de mais caro amigo gostaria de lhe dar os parabéns pelo excelente blogue dedicado ao nosso Sporting, o qual não conhecia mas vou ser leitor atento apartir de hoje.

Em relação ao Roca/Veloso, penso que num sistema de 4x3x3 ou 4x4x2 clássico os dois subiriam concerteza os níveis exibicionais mas o problema é que estes sistemas não foram treinados em tempo útil (leia-se pré-época). Ou seja o PB terá agora um problema bicudo para resolver, terá de optar por colocar apenas um ou passar o Roca para 10 tirando o Romagnoli, enfim a tarefa não é fácil.
Se fosse eu optava pela solução mais difícil que era mudar o sistema aproveitando esta paragem mas como o PB é um pouco conservador não creio que vá por aí.

De qualquer forma é fácil falar quando se é treinador de bancada como eu.

Um abraço e saudações leoninas.

http://www.forumsporting.com/
http://rugidos.blogspot.com/

House disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
skidsteer loader disse...

thats amazing story.

Visconde disse...

Parece-me que a melhor (e talvez única) hipotese de jogarem juntos seria o Sporting actuar em 4x3x3, Veloso mais recuado e Roca e Moutinho no meio.
No 4x4x2 clássico as unidades do meio passariam por Roca e Moutinho invarialvelmente. Penso eu de que...

Abraço caro amigo

Verde CDV disse...

Penso que serão compatíveis com claro prejuízo para Moutinho que terá se encostar á ala direita. Poderíamos jogar com um 4x4x2 com um meio campo composto por:
Trinco: Veloso
Interior direito: Moutinho
Interior esquerdo: Izmailov
Nº10: Rochemback
O problema que se coloca é da mobilidade de Roca ser muito menor que a de Romagnoli que descai muito para as alas e ainda consegue movimentos de penetração dentro da área e pode fazer golos como contra o Basileia.
Por outro lado Roca traz mais poder de remate á baliza, coisa que tem faltado ao Sporting, sobretudo contra o fcp.
Com Izmailov e Vuk aptos o meio campo do Sporting torna-se bastante forte e pode variar entre um meio campo rápido ou de posse de bola. Com Izmailov e Vuk nas alas o Sporting pode jogar num 4x4x2 clássico com dois alas (não extremos) que podem empregar a velocidade e que são desequilibradores natos e que ainda têm poder de remate e podem fazer diagonais para a área.
Como vê amigo Armando nós treinadores de bancada temos muitas teorias e ainda podia desfiar mais algumas se fossemos falar dos duos de avançados.
Mas para pensar todas estas questões está lá PB e esperemos que consiga congeminar a melhor estratégia. Porque mesmo jogando em losango com médios interiores ou jogando no 4x4x2 clássico com alas a equipa pode ser sempre dinâmica.
O que precisa é de sorte para ter sempre os melhores á disposição e infelizmente contra os nossos rivais faltaram jogadores indispensáveis como: Izmailov, Caneira e Vuk e nós ainda não temos plantel para obviar a essas baixas. Nestas duas derrotas não ouvi muita gente levantar este problema mas queria ver os nossos rivais sem Lucho e Meireles ou sem Reys e Cardozo.
Temos bons homens no meio campo mas a falta de Izmailov e Vuk em simultâneo é muito.
Quanto a jogadores ainda nem falamos da articulação dos defesas laterais com os médios interiores ou alas. Esta também é uma boa discussão. A mim parece-me bem: Abel/Moutinho e Caneira/Izmailov
Hoje alonguei-me bastante mas esta coisa de treinador de bancada entusiasma-me.
Caro Armando um grande abraço.

fantasma do Óculo disse...

Para começar, acho que a mulher do Rochemback deve ter tirado o curso na Moderna. E não me espantaria nada que também seja ela a dar consultas ao Veloso.

Quanto a compatibilidades, 'tou como o Visconde. Um 4-3-3 com Veloso, Moutinho e Rocha. Mesmo num 4-4-2 clássico, seria sempre Moutinho + 1 desses dois.

Abraço Leonino!

Tite disse...

Pois é amigo Armando,
Longa e detalhada análise sobre o duo Roca-Veloso.
Mas, como diz o nosso amigo verde vcd,
"para pensar todas estas questões está lá PB e esperemos que consiga congeminar a melhor estratégia."

até porque ele liga muito pouco às opiniões de treinadores de bancada.

Isto foi o que deduzi das palavras de FSF a propósito da coragem de PB contra tudo e contra todos, mesmo que sejam sugestões bem intencionadas de Sportinguistas até à morte como... todos nós!

Rugidos fraternos

PS - hoje os meus rugidos estão mais doces

AsKaViR disse...

Antes de mais um grande abraço para os companheiros Sportinguistas.

Pessoalmente não acho que os jogadores sejam incompatíveis. Especialmente porque nem acho que sejam concorrentes à mesma posição. Veloso é um típico "trinco", Rochemback é um médio box-to-box, um "nº8" à imagem de Moutinho. O que acontece é que estes 3 jogadores são incompatíveis com o sistema do losango. O losango contempla um trinco, dois interiores, e um "10" organizador de jogo. O Veloso encaixa à partida por ser um trinco, Romagnoli também encaixa mas infelizmente é extremamente irregular, sobram Moutinho e Rochemback para jogarem em lugares que não os favorecem. Rochemback nunca será um médio ala, e Moutinho rende muito mais no meio do que numa das alas ou a trinco. É muita gente a jogar fora do lugar, e o meio-campo ressente-se disso, dando a ideia que o problema é jogarem Veloso e Rochemback ao mesmo tempo. Eu acho que com Veloso, Rochemback e Moutinho temos um trio de meio-campo que é um mimo. Agora temos é que ter uma disposição dos jogadores no campo que se adeque às suas características, para que possamos tirar o devido proveito deles. Algo como Veloso atrás e Moutinho e Rochemback mais à frente, ou Veloso e Rochemback atrás e Moutinho à frente... Agora neste losango vamos ter sempre muitos galos fora da capoeira, e o resultado está à vista.

Abraço a todos!