:: SPORTING ATÉ À MORTE "Onde se Fala, Vive e Respira Sporting" :: Esforço, Dedicação, Devoção e Gloria, o Lema do nosso Sporting :: A Temporada 2012/2013 está a chegar!!! Juntos venceremos. Força Sporting :: O Sporting não é só futebol, Apoiar as modalidades é uma obrigação de todos os Sportinguistas :: SPORTING ATÉ À MORTE, Desde 2007 a apoiar o Sporting :: Obrigado pela tua visita, volta sempre :: WWW.SPORTINGATEAMORTE.BLOGSPOT.COM - O Teu Blog

Futebol - Pré-época

90 minutos de bom, mau e razoável futebol...

O Sporting empatou a uma bola no seu jogo de apresentação aos adeptos, num jogo em que brilhou a espaços, jogou razoavelmente durante muito tempo e fez uns últimos 15 a 20 minutos muito fracos... O jogo era aguardado com enorme expectativa, especialmente para se averiguar qual a reacção dos adeptos leoninos à entrada de João Moutinho em campo, quando fosse caso disso. João Moutinho não entrou a titular, mas na segunda parte Paulo Bento lançou-o no desafio, mostrando que no Sporting manda o Sporting..., e aí, assistimos a uma divisão completa dos adeptos, numa espécie de meio estádio a assobiar o jovem craque, e outro meio estádio a aplaudir o numero 28.

Equipa meia afinada...

O Sporting teve uma entrada em campo verdadeiramente há leão, com pressão muito alta, todas as linhas muitos próximas e avançadas no terreno, jogadores rápidos e agressivos sobre a bola e muita mobilidade. Na primeira parte Paulo Bento colocou a equipa no seu mais usual e funcional sistema, o 4*4*2 em losango, e tal foi fundamental para a boa primeira parte e os excelentes 25 minutos inicias. No meio campo Paulo Bento fez actuar Adrien Silva como trinco, pôs Rochemback na direita e Vukcevic na esquerda e Romagnoli a 10. Neste sector, especial referência para as varias trocas de flanco entre Vuk e Roca, aliás, foi de uma dessas trocas que surgiu o unico golo do Sporting, com um passe de Roca à esquerda a lançar Grimi, que na linha de fundo cruza rasteiro para a entrada da área, onde surge o montenegrino Vuk a finalizar de primeira com o pé esquerdo. Vukcevic foi mesmo o melhor jogador do Sporting em campo, lutou muito, correu bastante mas sobretudo colocou muito talento em campo, mostrando que quer mesmo agarrar um lugar no onze base de Paulo Bento.

Esquema alternativo ainda por olear...

Na segunda metade do desafio os leões entraram com três caras novas, Moutinho, Izmailov e Pereirinha e um novo sistema, o já testado 4*4*2 clássico. Foi também na segunda parte que o nível de jogo do Sporting baixou radicalmente, dando a entender uma vez mais que este sistema alternativo não deve passar disso mesmo, de uma táctica de recurso e não de uso regular. Os extremos não funcionam, diga-se a bem da verdade que o Sporting não dispõe de extremos de raiz..., e o meio campo fica muito longe dos avançados, ficando ali um espaço deserto muito difícil de controlar, o que dá maior possibilidade de domínio ao adversário. A atenuar as más indicações deste sistema, estão as varias substituições feitas, visto que até Rui Patrício cedeu o seu lugar a Baptista, que hoje finalmente teve a oportunidade de estrear-se no Sporting...

Cuidado, assobias legitimam venda de Moutinho a preço de saldo!!!

No entanto a principal nota de destaque neste encontro foi mesmo a reacção dos adeptos para com Moutinho, que apesar de aplaudido por muitos adeptos, acabou por ser assobiado por muitos outros, situação muito desconfortável para toda a gente... Diga-se que estes assobios, mais do que recriminar a atitude de Moutinho, criam enorme instabilidade no plantel leonino, podendo mesmo criar divisões internas...!!! Além do mais, se nos mostrarmos irredutíveis e impiedosos quanto a Moutinho, estaremos quase que a obrigar o Sporting a vender o jogador a preço de saldo, saindo nessa situação o Sporting como principal perdedor em todo o processo...

Notas finais:

- Boas indicações do 4*4*2 losango;
- Más indicações do 4*4*0 clássico;
- Vukcevic em muito bom plano;
- Assobios a João Moutinho;
- Continua a grande duvida no plantel, quem fará dupla com Polga no centro da defesa???

Dados da partida:

SPORTING:Rui Patrício (Ricardo Batista, 73m), Abel (Pedro Silva, 62m), Marco Caneira (Tonel, 62m), Polga (Carriço, 69m) e Grimi (Ronny, 62m); Adrien (João Moutinho, 46m), Rochemback (Miguel Veloso, 69m), Romagnoli (Pereirinha, 46m) e Simon Vukcevic (Izmailov, 46m); Derlei (Tiuí, 62m) e Hélder Postiga (Djaló, 62m)

PSV:Cássio Ramos; Salcido (Alcides, 63m), Rodriguez, Addo (Brechet, 46m) e Zonneveld (Leegte, 76m); Simons (Wuytens, 63m) e Vayrynen; Culina, Afellay (Amrabat, 46m) e Dzudzsak; Lazovic (Manco, 46m);

Discplina: cartão amarelo a Pedro Silva (84m); cartão vermelho directo a Pedro Silva (84m)

Golos: Vukcevic (6m) e Wuytens (87m)

2 comentários:

Tite disse...

Felizmente que na 1ª parte não estava o JM e deu para perceber que a equipa melhorou desde o último jogo do Torneio do Guadiana.
Infelizmente o desassossego dos adeptos após a entrada do JM fez desatinar a equipa com os resultados que se viram...
Assim... não vamos a lugar nenhum! Querem ou não querem o JM no plantel?
Então parem de assobiar e vamos apoiar a equipa como um todo!
SL

Verde CDV disse...

Gostei porque houveram aspectos que melhoraram.
A 2ª parte foi pior com as substituições, com o protagonismo do arbitro e com a imbecilidade de alguns sportinguistas que ao assobiarem só desconcentram e atrapalham a equipa.
Mas continuam a haver alguns que se deixam conduzir...
Abraço.